Brainstorm

 

É literalmente, “tempestade cerebral” em inglês.
E na prática, é isso que se faz mesmo: uma tempestade de ideias.
Essas ideias partem do grupo envolvido na criação de um projeto,
onde os participantes podem expor até as coisas mais simples forma de pensar. 
Uma boa ideia nasce em meio a uma chuva de ideias.
 

Livro de João sem duvidas é um dos mais reflexivo sobre a ideia da Luz aos Homens.

João 1:1 No principio era a palavra, e a Palavra estava junto com Deus, e a palavra era Deus.

João 1:2 Esta estava no princípio junto com Deus.

João 1:3 Por esta foram FEITAS TODAS AS COISAS,
e sem ela não se fez coisa nenhuma do que foi feito.

João 1.4 Nele estava a vida, e avida era a luz dos seres humanos.

João 1.5 E a luz brilhava nas trevas;  e as trevas não a compreenderam.

 

Livro de Jó
Só Deus sabe onde está a sabedoria


28:20 - De onde vem, a sabedoria?
28:21 - Nenhum ser vivo pode vê-la, nem mesmo as aves que voam no céu.
28:22 - Até a Destruição  e a Morte dizem: "Nos apenas ouvimos falar dela."
28:23 - Só Deus conhece o caminho; só ele sabe onde está a sabedoria.
28:24 - porque sua vista alcança  os lugares mais distantes do mundo; ele vê tudo o que acontece aqui na terra.
28:25 - Quando Deus regulou a força dos ventos e marcou o tamanho do mar;
28:26 - quando decidiu onde a chuva deveria cair e por onde a tempestade deveria passar; 
28:27 - foi então que ele viu a sabedoria, e a examinou, e aprovou. 
28:24 - porque a sua vista alcança os lugares mais distantes do mundo; Em que lugar está a inteligência?
28:28 - E ele disse aos seres humanos: "Para ser sábio, é preciso temer o senhor; para ter compreensão, 

             é necessário afastar-se do mal.

 

Livro de Eclesiastes

1:14 - Vi todas as obras que estão sendo feitas abaixo do sol, e eis que tudo é futilidade e aflição de espirito.

1:17 - E dei meu coração para entender sabedoria, e para entender loucuras e tolices; e percebi que também isto era aflição.

1:18 - Porque na muita sabedoria há muito aborrecimento, e aquele que aumenta em conhecimento aumenta em angústia.

                                                                                             Livro de Gálatas

6:6 - A pessoa que está aprendendo o evangelho de Cristo deve repartir todas as suas coisas boas com quem estiver ensinando.
6:7 - Não se enganem: ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá.
6:8 - Se plantar no terreno  da sua natureza humana, desse terreno colherá a morte. Porém,
         se plantar no terreno do Espirito de Deus, desse terreno colherá a vida eterna.
6:9 - Não nos cansemos de fazer o bem. Pois, se não desanimarmos, chegará o tempo certo que faremos a colheita.
6:10 - Portanto, sempre que pudermos, devemos fazer o bem a todos, especialmente aos que fazem parte da nossa família na fé.

 

Livro de Provérbios

4:23 - Tenha cuidado com o que você pensa, pois sua vida é dirigida pelo seus pensamentos.
4:24 - Nunca fale mentiras, nem digas palavras perversas.
4:25 - Olhe sempre firme para frente, com toda a confiança; não abaixe a cabeça envergonhado.
4:26 - Pense bem  no que você vai fazer e todos os seus planos darão.
4:27 - Evite o mal e caminhe sempre em frente, não desvie nem um só passo do caminho certo.
11:12 - É tolice tratar as pessoas com desprezo, o homem prudente prefere ficar calado.
30:5 - Cada palavra de Deus é comprovadamente pura; ela é um escudo para quem nela se refugia.
30:7 - Eu te peço, ó Deus, que me dês duas coisas antes de eu morrer: 
30:8 - não me deixes mentir e não me deixes ficar nem rico e nem pobre. Dá me somente o alimento que preciso para viver.
30:9 - Porque, se eu tiver mais do que o necessário, poderei dizer que não preciso de ti. E, se eu ficar pobre, poderei roubar e                     assim envergonharei o teu nome, ó meu Deus.
94:5 -19 Quando estou aflito e preocupado tu me consolas e me alegras.

 

Livro de Romanos

INTRODUÇÃO
Entre as cartas do NT, a de Paulo aos Romanos aparecem em primeiro lugar, não porque foi a primeira que Paulo escreveu, mas porque é a mais longa de todas e também porque é considerada a mais importante. Nessa carta, Paulo expõe, de maneira ordenada, como é que ele entende o evangelho, tanto no novo que se refere às suas doutrinas como na sua aplicação á vida diária dos seguidores de Cristo.
Uma questão de grande importância para o apóstolo era o lugar do povo de Israel no plano de Deus. Os judeus eram o povo escolhido de Deus, mas na sua grande maioria, eles não haviam aceitado Jesus como o Messias que Deus tinha enviado.
Será que isso queria dizer que Deus os havia rejeitados? Com emoção e fervor Paulo rejeita  essa ideia e declara, firmemente que o fim, o povo de Israel deixa a sua teimosia em rejeitar o evangelho (11:25 ao 26).
A mensagem principal dessa carta é que todos, judeus e não-judeus, sejam salvos pela graça de Deus, por meio da fé em Cristo Jesus.

 

1. CONTEÚDO

Paulo começa a carta com palavras de saudação a seus leitores. Paulo não tinha fundado a igreja de Roma e nunca tinha ido até lá. Muitas vezes, ele tinha resolvido visitar os irmãos e irmãs em Roma e, agora, tinha chegado o tempo oportuno. Primeiro, ele vai a Jerusalém e dali vai viajar até a Espanha; no caminho ele visita Roma. Com essa carta Paulo está preparando os cristãos de Roma para seu encontro com eles.
Na parte doutrinaria da carta (caps. 1-8), Paulo desenvolve o tema principal as sua mensagem: são salvos pela graça de Deus todos os que crêem em Cristo, tanto judeus como não-judeus. Depois, ele trata da questão do povo de Israel no plano  de Deus (caps.9-11).
Na parte final, Paulo fala sobre os direitos e os deveres dos cristãos. Ele frisa, especialmente, a responsabilidade que os fortes na fé têm de tratar com humildade e amor os que são fracos na fé (Rm 14:1) e (Rm 15:13). tudo deve ser feito para que o corpo de Cristo, a Igreja, fique unido.
A carta termina com saudações pessoais, conselhos finais e uma oração de louvor.

 

2.MENSAGEM
2.1. O evangelho mostra como é que Deus nos aceita (Rm 1:17).
Esta é a expressão-chave dessa carta, a maneira predileta de Paulo de falar sobre a salvação. As frases "a pessoa é aceita por Deus" e "Deus aceita as pessoas" (Rm 3: 21 ao 30), (Rm 4:3) e (Rm 5:25), (Rm 5: 1 ao 9), (Rm 6:16), (Rm 8:30) traduzem substantivo "justiça (de Deus)" e o verbo justificar", expressões que falam  sobre  a salvação que Deus oferece ao pecador. Uma pessoa acusada de um crime era "justificada" ao ser declarada inocente pelo juiz. E assim a pessoa que crê em jesus Cristo é declarada a pessoa  sem culpa. Ninguém pode fazer qualquer coisa para ser aceito por Deus; é somente por meio da fé em Cristo Jesus que Deus declara a pessoa inocente e aceita. Nem sempre a linguagem ou o argumento de Paulo são fáceis de entender; mas ele quer mostrar, de uma vez para sempre, que a salvação ("Ser aceito por Deus") vem sempre da graça de Deus, por meio da fé em Cristo Jesus.

 

2.2. As expressões a natureza humana (Rm 7:5) e a natureza pecaminosa (Rm 8:3) traduzem "a carne", palavra que Paulo usa para falar sobre a pessoa como ela é, separada de Deus (Rm 7: 18 ao 25), (Rm 8: 3 ao 13), (Rm 13:14). Nessa condição a pessoa vive e age de acordo com a sua própia vontade e não de acordo com a vontade de Deus. Não se trata apenas de uma fraqueza nossa; ao contrario, é um poder que se coloca contra a vontade de Deus (Rm 8:7 ) e que, por isso, leva à morte (Rm 8:6). "Viver na carne" é viver sem levar Deus em conta; "viver no espirito" é viver de acordo com a vontade de Deus (Rm 8: 4 ao 5), (Rm 8: 13 e 14). 

 

2.3. Morremos para o pecado (Rm 6:2). Uma vez que a pessoa é aceita por Deus, não é possível que o pecado continue a dominar a sua vida. Com isso Paulo não está querendo dizer que o cristão não peca mais; ele está dizendo que o cristão  não é mais escravo do pecado, não é dominado pelo pecado, mas pela graça de Deus (Rm 6:6), (Rm 6:14), (Rm 6: 18 ao 22).  

 

2.4.  Livres da lei (Rm 7:6). Alguns Judeus que aceitaram Jesus como o Messias enviado por Deus diziam que a Lei de Moisés ainda precisava ser obedecida, pois ela representava a vontade de Deus para seu povo e nunca tinha sido anulada. Paulo mostra  que os cristão não são mais controlados pela lei, mas pela graça de Deus (Rm 6:14), pois eles, por serem parte do corpo de Cristo, estão mortos no que diz respeitos à lei (Rm 7: 4 ao 6). As pessoas que tem fé em Cristo é salva pela graça de Deus e não porque obedece à lei (Rm 3:21), (Rm 3: 24 ao 28).


2.4. Unidos com Cristo Jesus (Rm 6:11). Ao pé da letra, o texto original traz "em Cristo Jesus" ou "em Cristo", expressão que Paulo usava muitas vezes (Rm 6:23), (Rm 8: 1 e 2), (Rm 9:1), (Rm 12:5), (Rm 15:17), (Rm 16: 3 ao 10) para falar sobre a nova vida que a pessoa tem quando aceita Cristo como Salvador e Senhor. Em união com Cristo, a pessoa morre, é sepultada e ressuscitada para viver uma nova vida. E é em união com Cristo que a comunidade por toda a eternidade (Rm 6:23).

 

2.6 Vitoria completa (Rm 8:37). Aqueles que estão unidos com Cristo, participam da sua morte e ressureição e se tornam filhos de Deus (Rm 8:15 ao 17). Com Deus do nosso lado, ninguém poderá nos vencer (Rm 8:31). E Paulo pergunta: "Quem pode nos separar do amor de Cristo?" Aquele que crê em Cristo não está livre de sofrimentos, dificuldades, perseguições ou perigo. Mas nada pode separá-lo do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus (Rm 8: 35 ao 38). Essa é a vitória  completa do povo de Deus.

 

3. DATA, LUGAR ONDE FOI ESCRITA, LEITORES

3.1. Não é possível ter certeza absoluta, mas tudo indica que a Carta aos Romanos foi escrita em 56 ou 57 d.C, quando Paulo estava terminando as suas viagens missionárias.

3.2. Provavelmente, Paulo estivesse na cidade de Corinto quando escreveu esta carta. Gaio, o seu hospedeiro (Rm 16:23), parece ser o mesmo Gaio de Corinto (I Co 1:14). E é bem possível que Febe, diaconisa de Cencréia, tenha sido quem levou a carta aos cristãos de Roma (16: 1 e 2).

 

3.3. Paulo nunca tinha  estado em Roma, mas no fim da carta, ele manda saudações a vinte e seis pessoas, homens e mulheres, cujo nomes ele cita. Havia tanto judeus como não-judeus na igreja de Roma, e esta seria uma das razões por que Paulo escreveu tanto a respeito das responsabilidades e dos direitos dos dois grupos, frisando, acima de tudo, que ele eram um só corpo por estarem unidos com Cristo.

3.4. Convém lembrar que, naquele tempo, os cristão não tinham prédios próprios ou templos onde pudessem realizar os seus cultos. Eles se reuniam nas casas particulares. Paulo cita o grupo que se reuniam em casas particulares. Paulo cita  o grupo que se reunia na casa de Priscila e Áquila (16: 3 ao 5); e é possível que em (Rm 16: 14 ao 15), apareçam mais dois grupos (At 12:12),       (I Cor 16:19),  (Cl 4:15), (Fm 1:2).